Doenças das Glândulas Salivares

 
 

Doenças Benignas / Pré-Malignas - Glândulas Salivares

As glândulas salivares, como o próprio nome indica, têm como principal função a produção de saliva.

Existem milhares de glândulas pequenas espalhadas por toda a boca e garganta, mas existem 3 glândulas maiores designadas de glândula sublingual, glândula submaxilar e glândula parótida. As doenças das glândulas salivares podem ser divididas em:
 
 
 

DOENÇAS INFLAMATÓRIAS DAS GLÂNDULAS SALIVARES

As doenças inflamatórias das glândulas salivares, ou sialoadenites, manifestam-se normalmente por crises de dor e inchaço da face que ocorre durante uma refeição.

O número de vezes que acontece e a gravidade de cada crise pode ser muito variável, desde o doente que sente apenas um desconforto no pescoço durante a refeição, até doentes que tem necessidade de internamento para tratamento da crise.

As crises ocorrem porque durante a refeição as glândulas salivares se contraem para eliminar a saliva produzida para a boca, porém na glândula doente, há uma obstrução da saída da saliva, por uma pedra por exemplo. Como a saliva fica acumulada na glândula, esta incha e o inchaço provoca dor.

O tratamento depende da glândula afetada, da causa da obstrução e da gravidade da doença, mas muitos doentes terão que ser operados para resolução completa dos seus sintomas.
 
 
 

DOENÇAS NEOPLÁSICAS DAS GLÂNDULAS SALIVARES

Os tumores das glândulas salivares podem ser Benignos / Pré-Malignos ou Malignos.

As principais manifestações são nódulos dentro das glândulas, sem outros sintomas associados. A maioria dos tumores são benignos, mas alguns deles podem ter o potencial de transformarem-se em malignos e outros podem já ser cancro, mesmo aparentando ser apenas um “nódulo inocente”.

A única maneira de se chegar a um diagnóstico definitivo é através da sua remoção, por isso, quase todos os nódulos salivares tem indicação cirúrgica.

É essencial ser operado por um cirurgião experiente em cirurgia das glândulas salivares. No Instituto Português da Face, temos elementos na equipa que se dedicam exclusivamente à cirurgia cérvico-facial e lidam diariamente com essas diferentes situações com uma perspectiva multidisciplinar, proporcionando a segurança ao doente de que um procedimento ao mais alto nível será realizado, e a garantia da melhor recuperação e reabilitação possíveis.
 
 
 
 
 

Faça Já a sua Pré-marcação