Neste artigo do nosso blog decidimos fazer uma analogia entre um chapéu e o disco da articulação temporomandibular (ATM).

O disco articular é um elemento essencial que permite abrirmos a boca normalmente e assim mastigar, falar e sorrir sem problemas. Se não tem problemas na articulação temporomandibular é provável que nem saiba que tem esta articulação, mas que tem problemas saberá do que estamos a falar pois é muito limitante não poder realizar as funções básicas do dia por ter um disfunção da articulação temporomandibular.

O que é o disco articular (“chapéu”)?


O disco está interposto entre o côndilo mandibular (cabeça da mandíbula) e a fossa temporal (zona do crânio que “recebe” o côndilo mandibular) e deve manter-se interposto entre estas estruturas ósseas durante todo o movimento de abertura da boca. Ter o chapéu fora do sítio significa ter o disco fora da sua posição normal e normalmente significa o início de uma disfunção da articulação temporomandibular (DTM) e/ou disfunção temporomandibular.

Mas afinal qual a função do disco da articulação temporomandibular?


Este disco é a estrutura responsável por absorver e distribuir correctamente as cargas mastigatórias, absorver e distribuir os impactos mandibulares e permitir um deslizamento suave das estruturas da articulação temporomandibular.

Mas que tipo de sinais e sintomas indicam que tenho o disco fora do sítio?


O mais frequente é sentir estalidos na sua articulação temporomandibular. Ou seja, quando abre a boca sente um click e quando fecha a boca sente outro click. Normalmente isto significa que poderá ter um deslocamento anterior do disco com redução mas só pode ser confirmado por um profissional experiente.

Mas posso ter o disco fora do sítio sem estalidos ou click na articulação temporomandibular?


Sim, isso pode acontecer e chama-se deslocamento anterior do disco sem redução, ou seja ter sempre o chapéu fora da cabeça. Nesses casos o normal é sentir dor e limitação da abertura da boca, quando abre desvia para o lado do deslocamento do disco da articulação temporomandibular.

É possível reposicionar o disco na posição correcta?


Sim é possível, e no Instituto Português da Face pode ser feito por artroscopia, uma intervenção minimamente invasiva que permite recolocar o disco correctamente e prevenir um agravamento da doença. Saiba mais sobre esta técnica aqui.