Queda de cabelo e outono

 
 

Queda de cabelo e outono. Há uma relação?

 

por Drª. Alia Ramazanova

 
Share on Facebook
Tweet
 
Chega o outono e com ele chega, também, a queda de cabelo. Mito, verdade? Será que há evidência científica presente nesta afirmação? O que há a fazer para atenuar a queda de cabelo?

No passado 23 de setembro começou o outono. Com a chegada do outono, chega, também, a queda de cabelo mais acentuada, associação vulgarmente dita por muitas pessoas. Normalmente, as pessoas que sofrem com este problema começam a reparar em fios de cabelo espalhados pelos diferentes locais do seu dia-a-dia.

Existe evidência científica que demonstre relação entre a queda de cabelo e o outono?
De facto a literatura demonstra que existe maior tendência da queda de cabelo nesta fase do ano e isso deve-se a vários fatores. Primeiramente, o ciclo de crescimento do cabelo. O nosso cabelo cresce de uma forma cíclica.
 
Fases da queda de cabelo
 
A primeira fase do ciclo corresponde ao crescimento (Anagen): os folículos capilares desenvolvem-se e fazem crescer o cabelo totalidade. Na segunda e na terceira fase (Catagen, Telegen), o cabelo deixa de crescer, separa-se do folículo capilar e cai, criando espaço para que um novo cabelo possa emergir a partir do mesmo lugar.

Habitualmente, a fase telógena coincide com a altura do outono, embora haja estudos que afirmam que existe outro pico de queda de cabelo na primavera. Embora a última fase do crescimento do cabelo não ocorra só no outono, depois do verão existe uma maior probabilidade dos cabelos entrarem nesta fase devido à maior vascularização do couro cabeludo - dilatação dos vasos sanguíneos - o que faz com que mais cabelos entrem na segunda fase do ciclo e, três meses depois, acabam por cair.

Por outro lado, nesta altura do ano, também se acentua a queda de cabelo porque, durante o verão, estamos expostos a mais fatores externos prejudiciais como a radiação solar, ao calor e água do mar. Assim sendo, o cabelo torna-se mais seco e quebradiço, o que conduz a mais rutura do fio capilar.

O que há a fazer para tratar deste problema?
Esta fase pode durar entre um e três meses, sendo previsto que, passado esse período de tempo, o volume de queda de cabelo diminua de forma natural, sem ser necessária qualquer intervenção.
No entanto, se a queda persistir e se mantiver intensa, deve procurar um especialista para o seu problema.

No Instituto Português da Face dispomos de uma equipa multidisciplinar altamente especializada no diagnóstico e tratamento de problemas capilares.

A sua saúde, a nossa missão.
 
 
 
 

Outros artigos relacionados

 
 
 
Rejuvenescimento Capilar
 
O tratamento adequado faz a diferença.
 
 
 
Rejuvenescimento Facial e Capilar
 
Saiba mais sobre Rejuvenescimento Capilar.
 
 
 
Rejuvenescimento Facial e Capilar
 
A juventude está dentro de si!
 
 
 
 
 
 
 

Faça Já a sua Pré-marcação