Neurologia

 
 

Departamento de Neurologia e Cefaleias

 
O departamento de Neurologia e Cefaleias do Instituto Português da Face dedica-se ao diagnóstico e tratamento de cefaleias e outras dores faciais.

O termo ‘cefaleia’ significa dor ou desconforto em qualquer parte da cabeça. Pode apresentar-se isoladamente mas, habitualmente, associa-se a outros sintomas. Existem variadíssimos tipos de cefaleia, num total de 14 grandes grupos, segundo a Classificação Internacional de Cefaleias.
 
 
 

Tipos de Cefaleias

 
 
 
 
 
 
 
 

Cefaleias Primárias e Secundárias

 
Um cefaleia primária é uma doença por si só e, portanto, não corresponde a um sintoma de outra patologia. É causada pela desregulação de determinadas estruturas sensíveis à dor e a sua modulação cerebral. Incluem a enxaqueca (com ou sem aura), a cefaleia de tensão ou a cefaleia trigémino-autonómica (cefaleia em salvas).

O seu diagnóstico assenta na correcta realização da história clínica e do exame neurológico, não carecendo habitualmente de exames complementares.

Por outro lado, quando a cefaleia é o sintoma resultante de uma doença subjacente é considerada cefaleia secundária. Pode ser resultante de doenças cerebrais, por vezes graves (como tumores, AVCs, meningites), pela afecção de outras estruturas cranianas e da face (por exemplo), associadas a infecções dentárias, sinusite, otites ou por disfunção da articulação temporo-mandibular) ou por patologias orgânicas que afectam o cérebro (como a hipertensão arterial, por exemplo)
 
 
 
 
 

Quando procurar ajuda de um médico

 
Deverá marcar uma consulta com o seu Médico de Família ou Neurologista, nas seguintes situações:
  • Se houver uma alteração das características da dor, por exemplo, se se tornar mais frequente ou mais intensa do que o habitual;
  • Se as crises de dor não aliviarem com os medicamentos analgésicos em SOS;

Quando as cefaleias se tornam tão incomodativas com significativo impacto no sono, no trabalho ou nas normais actividades de vida diária.

Será extremamente útil na consulta, se fizer um registo das crises de dor, comumente designado de “calendário ou diário” de cefaleias, para melhor perceber o impacto deste sintoma no seu dia-a-dia.

Uma cefaleia pode ser a manifestação de uma doença grave, como um acidente vascular cerebral (AVC) ou uma infecção (meningite ou encefalite) do Sistema Nervoso Central. Deve de imediato dirigir-se a um Serviço de Urgência ou ligar o 112, nas seguintes situações:
  • Se a cefaleia aparece de forma súbita, explosiva e muito intensa (descrita como a “pior dor da minha vida”);
  • Cefaleia associada a febre, rigidez cervical ou rash cutâneo;
  • Cefaleia associada a outros sintomas como alterações da visão, da fala, fraqueza muscular ou dormências numa parte do corpo;
  • Cefaleia associada a prostração ou confusão mental;
  • Cefaleia associada a traumatismo craniano grave (quedas ou acidentes viação por exemplo).
 
 
 

Cefaleias e outras Dores Faciais

 
 
 
 
Equipa IPFace Destacada para o Departamento
 
 
 
 
COORDENADORA DE DEPARTAMENTO
 
 
 
Equipa
 
 
 
 
 
DRª. LIA LEITÃO
 
 
 
PROF. DR. DAVID ÂNGELO
 
 
 
ADRIANO ROCKLAND
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Faça Já a sua Pré-marcação